Durante a sessão ordinária da última terça-feira (11) na Câmara Municipal, o vereador Pastor Matos (PSD) fez uso do grande expediente para defender a importância da mobilização das lideranças políticas regionais em favor da preservação e fortalecimento da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – Ceplac.

A instituição atualmente encontra-se com seu quadro de servidores reduzido a 25% em relação ao que tinha em meados da década de 80. Neste primeiro semestre de 2019, a expectativa é que no mínimo 300 servidores se aposentem. “O maior problema é que esses servidores estão se aposentando sem ter pra quem transferir um vasto conhecimento técnico e científico que tanto já contribuiu para a economia cacaueira ao longo de seus 62 anos de existência”, alertou o vereador Pastor Matos.

Na oportunidade, o edil aproveitou para convidar os presentes para a abertura do Encontro Baiano de Sistemas Agrossilviculturais, que será realizado nos dias 17 a 19 de junho na sede da Ceplac. O objetivo do evento é identificar parceiros e alternativas para a execução do Decreto 9667/2019 e da Portaria MAPA 512, que visam o aperfeiçoamento da cadeia produtiva do cacau e dos sistemas agroflorestais a ele associados.

Em Ilhéus, o vereador Pastor Matos se destacou como um dos atores da mobilização política em favor da revitalização da CEPLAC ao articular, em Ilhéus, e apoiar em Itabuna e Ipiaú a realização de Sessões Especiais para discutir a situação jurídica do órgão e lutar pela renovação do seu quadro funcional. Além disso, foi o autor da lei 3.904/2018 que declara a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – Ceplac – como Patrimônio Imaterial e Científico do Município de Ilhéus.