O deputado federal Bebeto Galvão (PSB) aproveitou a presença do ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, durante Comissão Geral no plenário da Câmara, para cobrar soluções mais ágeis e claras com relação aos problemas enfrentados nas obras da Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL). Bebeto entende que a razão central para essa problemática não pode ser imputada ao ministro Rodrigues, mas sim às “mãos de ferro e de tesoura do Joaquim Levi”, titular da Fazenda, que tem imposto limites e cortado investimentos que garantiriam o desenvolvimento da infraestrutura e logística.

 

Bebeto relatou problemas de demissões de trabalhadores em massa em todos os lotes da construção da FIOL, de Ilhéus até Caetité, além de estar enfrentando problemas de ausência de pagamentos para trabalhadores que tiveram contratos reincididos com as empresas, além da recente paralisação no lote 05.

 

“É preciso um esforço de todos os parlamentares para cobrar do governo um posicionamento mais claro com relação aos investimentos na infraestrutura. Este é um problema que a Bahia reclama e precisa de solução”, declara Bebeto.

Confira o vídeo.