O mundo em que vivemos realmente é um “Planeta que habitamos chamado terra do faz de conta”! Faz de conta que temos muitas escolas bem elaboradas; faz de conta que tem merenda escolar e as verbas destinadas não são desviadas, e os estudantes estão obtendo um aprendizado de primeira qualidade. Faz de conta que o nosso País tem o menor índice de desemprego e não existe ninguém pelas ruas sem fazer nada, usando drogas, outros passando fome e com frio debaixo das marquises públicas. Faz de conta que os nossos representantes políticos são fortemente organizados em administração pública e possuem ilibados exemplos de honestidade em todos nossos Estados e no país inteiro. Faz de conta que hospitais e casas de saúde, não estão fechando, sem assistência de péssimas administrações e por sérias dificuldades de crises financeiras.

Faz de conta que tudo em nossa cidade e em todos os Estados brasileiros são maravilhosos, principalmente, as estradas e a segurança pública. Faz de conta que pacientes quando procuram atendimento médico são bem tratados e nunca ficam esperando horas e horas nas filas do SUS e dos hospitais com atividades às vezes precárias dos serviços emergenciais, e mesmo assim, até pessoas que representam o poder público também não morrem como indigentes. Faz de conta que tudo isso não é porque somente o dinheiro, o cheque de fiança para caução é muito mais exigido e urgente, porque esse ou aquele plano de saúde naquele hospital ou naquela clinica é aceito. Faz de conta que não é assim que acontece quando as pessoas necessitam de cuidados médicos aqui no Brasil, pois a Lei existe e funciona, sempre é cumprida respeitando à Constituição Brasileira. E mesmo assim, exaustivamente, todos os anos esses mirabolantes planos de saúde, espalhados em nosso país, executam aumentos fora da realidade da população brasileira, além de serem forçados a atenderem aos tratamentos de determinadas doenças graves no Brasil.

Do Blog, Rodrigo ConstantinoCOMO A ANVISA PREJUDICA BRASILEIROS PARA AJUDAR O ORÇAMENTO DO GOVERNO “Imagine que você esteja gravemente doente. Já existe um determinado medicamento que garante maior bem-estar ao longo de seu tratamento, e milhares de pessoas ao redor do mundo, com a mesma doença que você, já o utiliza”. “No entanto, você não pode ter acesso a esse medicamento para se cuidar melhor”. “Tudo porque esse medicamento ainda não foi aprovado pela agência reguladora que compete resolver, por isso, não está disponível no mercado brasileiro”. “Mais: provavelmente, quando for liberado, você já não estará aqui para fazer uso dele, diante da lentidão para sua aprovação”. “Essa situação absurda é vivida por milhares de brasileiros. Por causa da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o processo de validação e incorporação de novos medicamentos no Brasil é muito lento”. “Há casos em que a espera para que inovações e avanços sejam permitidos legalmente – e, aí sim, introduzidos em benefício dos pacientes – leva mais de uma década”.

É isso que os nossos representantes eleitos pelo povo querem que a gente pense? Então faz de conta que eles estão muitíssimo preocupados com a população brasileira, não existem tantos desmandos, vão resolver todos esses inusitados estados de coisas ruins, são amigos do seu povo, adoram vê-los satisfeitos na comunidade em que residem e essas chamadas autoridades promotoras de tudo isso, não praticam desvios de verbas destinadas às necessidades básicas, em fim são homens públicos honestos e trabalhadores!

A população brasileira precisa acordar desse trágico sono cheio de inércia e viver a plenitude da sua coragem de defender sua Terra e obrigar aos inconsequentes algozes da política do descaso que estão destruindo-a, e obrigá-los a desocupar esse espaço demolidor criado por eles, tudo através do voto popular. São cobrados impostos e não observamos a transparência na informação aonde foram investidos. E os prejudicados somos nós mesmos, porque a maioria dos nossos políticos, principalmente, os vereadores nem sempre estão preocupados com o bem-estar social, querem apenas o poder de aparecer nas colunas sociais, se locupletarem com estranhos acertos de conchavos individualistas, agindo como os mocinhos da corte, sem nenhum propósito de ver nossa cidade com dinamismo e prosperidade. Chega de aparências de obras prontas e vamos mergulhar dentro da realidade nas observações fiscalizadoras dessas supostas ações políticas de que está tudo bem.

Os munícipes têm a obrigação de conhecer o Artigo 31 da Constituição Brasileira que dispõe sobre a fiscalização do município a ser exercida pela Câmara Municipal da forma da Lei. O que existe é uma omissão de responsabilidade deixando que a desordenada farra com erário público provoque desajustes orçamentários e nada vai acontecer que traga a força do trabalho com serviços de obras sérias e programas sociais em benefício da população. Se o mundo fosse uma brincadeira de faz de conta faríamos de conta que tudo que acontece em toda a nossa Nação Brasileira é sempre bonito! Todos têm que admitir que sempre sejamos enganados. Assim vamos fazendo de conta que está tudo bem. E chega um dia onde não encontramos mais saída. E a gente se aborrece e vai ficar sentindo que estamos perdidos mesmo quando queremos fazer de conta que não.

Os brasileiros perderam o respeito, os políticos ferem diariamente a dignidade de escolhas de todos, os obrigando a engolir sérias façanhas de desgoverno, a exemplo, a indicação impopular e irresponsável, de uma mulher que não reúne condições morais de assumir cargo de ministra do trabalho. Mesmo, assim o poder executivo determina passando sobre as leis da Justiça, manda e desmanda num País que está abandonado, cheio de determinações de convicções alheia à vontade popular. Entretanto, apesar de muitas proibições e Leis que os homens são obrigados a cumprir, precisamos observar atentamente que ainda temos a liberdade de escolha.

E, olhando bem, somos nós quem escolheu os nossos supostos representantes nas comunidades e associações, por exemplo, e com os políticos jamais foi diferente. Somos adultos e donos da nossa vida, das nossas vontades, embora intimamente sintamos a necessidade de pedir que alguém decida por nós para nos livrar do peso da responsabilidade da escolha. Temos que acordar os legítimos brasileiros, pois é preciso enfrentar a realidade, mesmo que doa; é preciso ter a coragem de tomar uma decisão e fazer escolhas inteligentes, mesmo se daqui a muitos anos percebamos que nos enganamos de caminhos num erro de percurso, escolhendo crápulas ao invés de homens dignos.

Todos precisam ser fortes e assumirem a máscara do faz de conta e viverem de cara lavadas, mesmo se no momento não for o melhor que possamos apresentar ao mundo. É urgente a necessidade que os brasileiros têm para usar o seu voto de forma inteligente a fim de afastar essa perniciosa classe política atualmente destruidora de um país maravilhoso como o Brasil. Não se pergunte o que vai fazer depois: aprenda com seus erros e dê o melhor de si. Dê a você mesmo uma chance de ser feliz, porque ninguém vai fazer isso por você!  Aprenda a gostar de si próprio, e se você não gostar do que é, sentirá muita falta quando for enfrentar as tarefas do seu dia a dia para buscar de volta o seu ideal tragicamente perdido com passar do tempo.

Nunca deixe de exercitar a busca dos seus padrões ideológicos, você faz parte de tudo que se passa no mundo e merece ser feliz, basta gostar de si próprio, da sua família, do seu trabalho, da sua honra e a sua comunidade o respeitará somente ao vê-lo sorrindo bem iluminado com a tranquilidade da sua própria consciência. Com o tempo haveremos de aprender que tudo fica mais fácil, buscando um alívio e assumindo todos nossos atos de insensatez e a falta de possuir um poder crítico sobre nós mesmos. PENSEM NISSO!!!

Eduardo Afonso – Ilhéus-Bahia