O sistema de vídeo-arbitragem VAR (sigla em inglês de video assistant referee ou árbitro assistente de vídeo), que foi lançado no Mundial de Clubes em dezembro de 2017, nos Emirados Árabes Unidos, é um dos destaques das finais do Baianão 2019, entre Bahia de Feira e Bahia, que se enfrentam no próximo domingo (14), às 16h, no Estádio Alberto Oliveira, o Joia da Princesa, em Feira de Santana.

A competição estadual de 2019 entra para a história como a primeira do futebol baiano a utilizar o Árbitro de Vídeo. A tecnologia era um anseio de clubes, torcedores e profissionais de imprensa.

Flávio Rodrigues será o ábtiro principal do VAR em Feira de Santana (Foto: Reprodução)

O profissional do VAR que irá trabalhar neste jogo em Feira de Santana será o paulista Flávio Rodrigues de Souza. Ele terá como assistente (AVAR), o baiano Elicarlos Franco de Oliveira. Outros baianos, Manoel Serapião Filho e Vidal Cordeiro Lopes, atuarão como supervisor e inspetor de arbitragem, respectivamente.

O Presidente da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol da Bahia (CEAF/BA), Jailson Macêdo Freitas, esclarece que, no momento, a Bahia tem os árbitros Diego Pombo Lopez, Elicarlos Franco de Oliveira, Jucimar dos Santos Dias e Alessandro Matos habilitados como árbitros de vídeo. Porém, eles ainda precisam ser homologados pela International Football Association Board, órgão da FIFA que regulamenta as regras do futebol.

“Esses árbitros já foram habilitados, mas ainda não estão homologados. Estamos no Rio de janeiro em mais um curso de capacitação, desta vez com Ricarle Gustavo Gonçalves Batista e Paulo de Tarso Bregalda Gussen, que também estão se hablitando. Mas, essa homologação requer um certo tempo, pois o processo é muito complexo. A IFAB analisa todos os clipes antes de homologar”, explicou.

Ele ainda revelou que mais profissionais do apito do estado serão hablitados para a função. “A CBF é quem ministra esse treinamento para os profissionais de arbitragem. Outros árbitros baianos, portanto, serão treinados para que possam estar capacitados a atuar em campo com essa tecnologia”, completou Jailson.

Já o presidente da FBF, Ricardo Lima, destacou a importância da tecnologia. “Algo inédito, se tratando de uma competição estadual. Estamos felizes com a estreia do VAR em Feira de Santana, neste domingo, e sua utilização também no jogo de volta. Sem dúvidas vai agregar valor e lisura à decisão”, disse.

FUNCIONAMENTO – O VAR é composto por um conjunto de câmeras que transmitem as imagens para uma sala isolada do campo, onde os assistentes de vídeo podem rever as jogadas. Existem apenas quatro tipos de lances que podem ser revistos: gol, pênaltis, cartões vermelhos e erro de identidade jogadores.

Esta assistência pode ocorrer a pedido do árbitro (em caso de dúvidas em uma das jogadas que podem ser revistas), ou caso os assistentes observem um lance duvidoso e comuniquem o juiz da partida através do fone de ouvido.

Nesse momento, os assistentes de vídeo reproduzem as imagens em seus monitores e transmitem suas conclusões ao árbitro. É este último que toma a decisão final. Pode fazê-lo depois de também consultar as imagens em um monitor localizado na lateral ou confiar exclusivamente no critério dos assistentes.

A comunicação ocorre através de transmissores. O árbitro pode ver as imagens em um tablet na lateral do campo. As imagens comprovam que não há violação do regulamento. Após a análise do lance, ele toma a decisão definitiva.

Entre os dias 19 e 21 de novembro de 2018, no Rio de Janeiro, o então presidente da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol da Bahia, Vidal Cordeiro Lopes, que hoje é o vice-presidente da Ceaf-BA, participou da visita técnica de Árbitro de Vídeo (VAR) da IFAB/FIFA no Brasil.

Foram abordados temas como o uso do VAR no Brasil e a preparação para implementação de tecnologia, desafios, montagens e melhores práticas da ferramenta do VAR. Na oportunidade também foram feitos panoramas do uso do árbitro de vídeo no Brasil e na Copa do Mundo FIFA Rússia 2018.

Confira abaixo um vídeo explicativo sobre as situações em que o VAR pode ser utilizado:

Fotos: CBF