No dia Mundial de Conscientização do Autismo, a APAE de Ilhéus, junto da Prefeitura de Ilhéus, realizaram uma ação de conscientização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e sobre como precisamos entender e acolher quem tem esse transtorno. Para isso, foi realizado um mutirão social, oferecendo diversos serviços de apoio às famílias e a comunidade apaeana.

O Executivo marcou presença com a participação das secretarias municipais de Promoção Social e Combate à Pobreza (SPS) e de Políticas para Mulheres (SPM), possibilitando uma série de serviços como inclusão e atualização do CADÚnico, atendimento técnico com Assistentes Sociais e Psicólogas, Bolsa Família, encaminhamentos médicos, BPC, orientações com advogados, Defensoria Pública, entre outros serviços.

Na ocasião, o titular da SPS, Rubenilton Silva anunciou a criação gratuita da carteirinha de identificação da pessoa com deficiência. Já Carla Serafim, secretária da SPM lembrou das famílias e principalmente das mães apaeanas. “Precisamos lembrar e apoiar as mães das crianças autistas, pois elas também precisam conhecer e entender sobre a condição de seus filhos e filhas para cuidar melhor”, disse a secretária.

A diretora da APAE Ilhéus, Vitória Penalva agradeceu a presença e parceria da Prefeitura de Ilhéus e lembrou de como é importante que as pessoas entendam que autismo é uma condição e não uma doença. Por isso, é necessário compreendermos para abraçar a pessoa com o Transtorno do Espectro Autista, oferecendo amor, respeito e acolhimento.

Ela também convida a sociedade para conhecer o trabalho da APAE. “Venham conhecer a APAE Ilhéus, venham nos visitar e ser um parceiro voluntário. Venha contribuir com quem está aqui e fazer parte deste mundo de alegria e de muito amor”, disse Valéria.

 

Dia Mundial do Autismo

O Dia Mundial do AutismoO dia 02 de abril foi escolhido em 2007, para lembrarmos sobre a importância do conhecimento sobre o autismo. A data foi promulgada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

O transtorno do espectro autista (TEA) é um distúrbio do neurodesenvolvimento e a principal característica é o desenvolvimento atípico do seu portador. Manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interac¸ão social, padrões de comportamentos repetitivos e estereotipados e a apresentação de um repertório restrito de interesses e atividades são os principais traços do TEA.

O neurodesenvolvimento da criança pode ser percebido nos primeiros meses de vida, sendo o diagnóstico estabelecido por volta dos 2 a 3 anos. São os meninos que tendem a ter mais diagnósticos.

A data nos recorda a importância de educar sobre as características do autismo, celebrar as contribuições das pessoas autistas à sociedade e promover uma cultura de respeito e empatia.