A posse da cantora Maria Bethânia como imortal da Academia de Letras da Bahia (ALB) foi marcada para o dia 3 de maio, segundo informações do Alô Alô Bahia. A artista foi eleita para o título em outubro de 2021.

Bethânia vai ocupar a Cadeira 18, que pertenceu ao historiador, ensaísta e professor Waldir Freitas Oliveira, que morreu em junho de 2021, aos 92 anos. A artista baiana não tem produção literária de destaque, mas a ALB afirmou ao portal que ela é “uma defensora das letras”.

A ALB reiterou que Bethânia “escreveu e divulgou textos de autoria própria”. Nos registros literários, Bethânia aparece como autora de poucas obras, entre elas está “Omara & Bethânia – Cuba & Bahia”, livro que registrou o encontro da baiana com a cantora cubana Omara Portuondo.