(Por Mateus Soares) – O terceiro levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, em parceria com Bahia Notícias, TV Aratu e Salvador FM, divulgado ontem (4), indica um aumento na diferença entre o prefeito Bruno Reis (União Brasil) e o vice-governador Geraldo Júnior (MDB), embora as variações estejam dentro da margem de erro de 3,5%. A pesquisa ocorreu de 29 de maio a 3 de junho, antes da pré-candidatura à reeleição do atual gestor ser oficializada.

Bruno Reis obteve 64% das intenções de voto, enquanto Geraldo Júnior registrou 11%. Em março, o prefeito tinha 62,3% e o vice-governador 13,8%. Kleber Rosa (PSOL) subiu para 3,8%, e Victor Marinho (PSTU) apareceu com 3,3%. Nos levantamentos anteriores, Luciana Buck (Novo) ainda era pré-candidata e Marinho não havia oficializado sua pré-candidatura.

O prefeito Bruno Reis é mais popular entre as mulheres (68,6%) e jovens de 25 a 34 anos (67,8%). Já o vice-governador tem melhor desempenho entre homens (15,6%) e idosos acima de 60 anos (14,4%).

Bruno Reis também lidera no cenário espontâneo, quando não são apresentados os candidatos, com 26,4% das menções dos entrevistados. O ex-prefeito ACM Neto (União Brasil), que não disputará o pleito, aparece com 6,5%.

Geraldo é mencionado por 2,6%. Outros nomes, como Kleber Rosa, Victor Marinho e o ministro da Casa Civil, Rui Costa, que também não concorrerá, foram citados. Nesse cenário, 51,9% dos eleitores estão indecisos e 11,3% sugerem voto nulo, branco ou nenhum candidato.

De acordo com a pesquisa, o vice-governador Geraldo Júnior é o candidato mais rejeitado, com 38% dos entrevistados afirmando que não votariam nele. Victor Marinho (PSTU) é o segundo mais rejeitado, com 27,5%, empatado tecnicamente com Kleber Rosa (PSOL), que tem 24,6% das rejeições. Bruno Reis tem o menor índice de rejeição, com a marca de 19,8%.

Há agora a expectativa de um novo levantamento após a oficialização de Bruno à reeleição. A confirmação ocorreu na segunda (3), em um evento no Quality Hotel & Suítes São Salvador, no bairro do Stiep. Lá, o prefeito também anunciou a vice-prefeita Ana Paula Matos (PDT) na permanência de sua chapa.

Bruno alegou que, após ouvir sua base política, tomou a decisão sobre as eleições. O evento contou com a presença do ex-prefeito ACM Neto, do ex-ministro João Roma (PL), do líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, Alan Sanches (União Brasil), do deputado federal Elmar Nascimento (União Brasil), que almeja a presidência da Câmara dos Deputados, além de outros representantes da base aliada.

Bruno, em seu discurso, citou desafios enquanto gestor municipal, como a pandemia da Covid-19. “Nós não podemos admitir que a nossa cidade possa recuar. Retroceder? Jamais! Nós vamos avançar. Nós vamos seguir para frente, crescendo cada vez mais”, declarou, na ocasião.

A pesquisa entrevistou 800 eleitores e tem um intervalo de confiança de 95%. Está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BA-01943/2024.