Como parte do programa de diálogo permanente com os professores e esclarecimento da comunidade sobre as dificuldades econômicas enfrentadas pelo governo municipal, bem como sobre a decisão do corte do pagamento da atividade complementar aos professores não enquadrados no benefício, a secretária de Educação, Anorina Smith Lima, vem promovendo reuniões com diretores de escolas, coordenadores pedagógicos, professores da educação infantil, do ensino fundamental e da educação de jovens e adultos.

As reuniões foram iniciadas ontem (19), com uma reunião na Usemi, com diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos. Nesta sexta-feira,(20), pela manhã, a secretária esteve reunida com professores da educação infantil e que lecionam para alunos do 1º ao 3º ano do ensino fundamental, na FTC, o que envolve cerca de 400 profissionais, que trabalham de 0 a 40 horas semanais, não têm horário de planejamento e continuam recebendo 20% de atividade complementar. Este grupo de profissionais é respaldado pelo Plano de Carreira e não foram enquadrados na Lei do Piso Salarial Nacional para o Magistério.

Em todos os encontros a professora Anorina Lima destaca a importância do diálogo e da transparência nas ações do governo e anunciou que além da manutenção da AC para os profissionais da educação infantil e do 1º ao 3º ano do ensino fundamental, anunciou que o governo estuda uma revisão do Plano de Carreira do Magistério para assegurar que os coordenadores pedagógicos continuem recebendo  uma complementação de 20% nos salários.