Na terça-feira passada, dia 7, a Prefeitura de Itabuna, através da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), conduziu a primeira escuta pública dedicada à Lei Aldir Blanc, no Centro de Cultura Adonias Filho.

O encontro focou especialmente nos setores de Artesanato e Artes Visuais, reunindo opiniões e sugestões de artistas locais e da comunidade em geral para construção do Plano Anual de Aplicação de Recursos (PAAR) direcionado à efetivação da Política Nacional Aldir Blanc (PNAB).

O evento teve como principal objetivo garantir que os recursos destinados pela legislação sejam utilizados de forma assertiva e beneficie o setor cultural da cidade, refletindo as necessidades específicas desses segmentos artísticos.

Essa foi a primeira de um ciclo de seis escutas públicas já agendadas para ocorrer nos dias 10, 13, 14, 15 e 20 de maio no Centro de Cultura Adonias Filho marcando um passo importante na direção de uma política cultural mais inclusiva e efetiva, abrindo caminho para futuras discussões e implementações que abranjam outras áreas artísticas na cidade.

O evento contou com a participação do presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), Aldo Rebouças, da diretora de Planejamento, Bruna Setenta, e demais dirigentes da instituição.