É uma pena que ainda exista no setor da comunicação esportiva, aqueles que distorcem notícias informando buscando interesses próprios, mesmo que os fatos estejam à visão de todos. Levam problemas pessoais para os microfones, sites, jornais e outros, buscando a todo momento se enaltecer e legislando em causa própria.
Não é verdade que a cidade de Ilhéus não terá competições neste segundo semestre, vai começar em breve duas competições da FBF em que as divisões de base do Barcelona estarão jogando, será que o clube não tem assessoria de imprensa para mandar as notícias, ou a omissão dos fatos é pessoal?
É preciso que saibam que a imprensa precisa ser imparcial, para que nós ouvintes, leitores, telespectadores, sejamos informados corretamente dos acontecimentos, sem aquela de farinha pouca no meu pirão primeiro. A direção do Barcelona precisa puxar a orelha da assessoria de imprensa, se ela não estiver atuando.
Por olhar as notícias da federação baiana, pude saber que o Barcelona vai jogar contra o Bahia no dia 5, e ainda vai arrecadar alimentos para filantropia, será que nem esta atitude comove, ou ainda estamos a viver os tempos do jabá, que dizem ter acabado?
É demais ver enaltecer coisas que não são reais, deixando o desportista de Ilhéus desinformado na maioria das vezes. Que pena que o rádio deixou de ter os seus artistas, aqueles que trabalhavam para as empresas com a obrigação de dar e não fazer notícias, trocaram os profissionais dos microfones pelos garimpeiros de comerciais que para trabalhar precisam pagar as emissoras, e ainda dizem que é a evolução dos tempos.
Uma pena que andem na contramão do objetivo de ser comunicador.
*Texto de João Carina,  sergipano e residente em Ilhéus desde 2015.