Em funcionamento desde fevereiro de 2019, a Central de Monitoramento Eletrônico (CME) é uma das ferramentas utilizadas pela Prefeitura de Ilhéus para garantir a segurança patrimonial e auxiliar na redução dos indicadores criminais na cidade. A CME é coordenada pela Guarda Civil Municipal (GCM) e dispõe de equipamentos próprios.

De acordo com o prefeito Mário Alexandre, através da parceria com a Polícia Militar (PM-BA), o Município vai ampliar o sistema de videomonitoramento, que funciona 24 horas com câmeras espalhadas em pontos estratégicos da cidade.

“Estamos fazendo um investimento histórico em segurança pública e o Governo do Estado reconhece a importância desse trabalho. Vamos integrar o serviço de combate à criminalidade para aumentar a segurança da população e dos turistas que visitam Ilhéus. Mais um passo fundamental no desenvolvimento da nossa cidade”, enfatizou o gestor.

Videomonitoramento

Central de Monitoramento Eletrônico – Foto tirada antes da pandemia.

Segundo informou Leonardo Bandeira, comandante da GCM, a equipe é composta por guardas civis concursados; engenheiro eletroeletrônico; cientista da computação; analista de sistema e técnico em Tecnologia da Informação (TI).

A CME foi construída e opera com recursos próprios. O sistema possui 16 câmeras de videomonitoramento, com foco também na segurança dos transeuntes. Os equipamentos estão instalados nos seguintes logradouros: Praça J. J. Seabra; Rua Santos Dumont; Travessa Primeiro de Janeiro; Avenida Canavieiras, na altura do Instituto Municipal de Ensino (IME) Eusínio Lavigne e do Ginásio e Esportes Herval Soledade e ruas 14 de Agosto e Mário Alfredo.

Videomonitoramento

Trabalho integrado – O prefeito frisou que o trabalho desempenhado pela GCM é um compromisso diário com a paz social. Por meio da parceria com a PM, os profissionais poderão mapear e monitorar os locais, bem como realizar a troca de informações para identificar e acompanhar delitos praticados na área urbana. A expectativa é de que a cooperação técnica auxilie no trabalho ostensivo e repressivo e reduza a taxa de crimes e homicídios no município.

Além das logradouros e edifícios públicos, a GCM realiza o monitoramento de estabelecimentos escolares e de saúde. Conforme Bandeira, o serviço se estende à Escola Municipal da Barra de Itaípe; aos prédios da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e do Conselho Tutelar de Ilhéus; às unidades de saúde da Avenida Esperança; Joaquim Sampaio, na Princesa Isabel, e Nelson Costa; ao Teatro Municipal de Ilhéus; Palácio do Paranaguá e ao prédio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.