Nesta quarta-feira, 23,  será votado o projeto de lei nº 080/2019 de iniciativa do vereador e vice-presidente do legislativo ilheense, Luiz Carlos Escuta-PSD, que dispõe sobre a política municipal do livro que terá como objetivo o estímulo à difusão da leitura; o incentivo à produção literária e editorial e a preservação da cultura e da memória do Município de Ilhéus.

Segundo o propositor, caberá ao Poder Executivo criar e executar projetos de acesso ao livro e incentivo à leitura, ampliar os já existentes e implementar, isoladamente ou em parcerias públicas ou privadas ações concretas. “Essa lei já acontece em muitas cidades do país, e Ilhéus, uma cidade histórica  rumo aos 500 anos, não pode deixar de explorar este riquíssimo legado”, pontua Escuta.

Resultado de imagem para ilhéus antigo

História do Município. No século XVI, com a descoberta do Brasil pelos portugueses, o rei português dom João III doou vasta extensão de terra, 7 mil léguas quadradas, ao donatário Jorge de Figueiredo Correiaescrivão da corte real. A carta de doação foi foi assinada em Évora a 26 de junho de 1534. Ainda que se falasse da terra as maiores maravilhas, o donatário da capitania preferiu o luxo e o fausto da corte, e enviou o espanhol Francisco Romero para cuidar de suas terras e representá-lo na administração da capitania. De acordo com o historiador Vargnhagem, Francisco Romero era considerado um homem bravo e circunspecto e, para defender as terra a ele delegadas, enfrentou e pacificou os índios tupiniquins que se revoltaram diante da carta de doação da Capitania de Ilhéus a Jorge de Figueiredo Correia.

Resultado de imagem para livro de pawlo cidade = ilheus

Esse projeto tem também como finalidade desenvolver e potencializar a cultura do livro no Município de Ilhéus, criando e estabelecendo normas que possam contemplar nosso povo no sentido de ter mais acesso ao livro e à produção literária local, assim como já aconteceu recentemente, quando diversos autores foram publicados pelo município através de parcerias com gráficas, universidades, faculdades e empresas privadas.

Imagem relacionada

ESCUTA, VEREADOR DIFERENCIADO!