O PT de Salvador vai utilizar a plenária convocada para aprovar mudanças em cargos da direção partidária, neste sábado (28), para elevar a pressão junto ao governador Jerônimo Rodrigues (PT) e à base aliada para emplacar o nome do deputado estadual petista Robinson Almeida como o candidato oficial do Palácio de Ondina à Prefeitura da capital. O evento acontece a partir das 9h, na Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Os petistas alegam que o vice-governador Geraldo Júnior (MDB), tido até aqui como favorito para ser escolhido pelo governador, segundo aliados importantes de Jerônimo, não representa a esquerda e também não contribuiria para o crescimento, na Câmara Municipal, do PT e dos partidos da federação formada junto com o PCdoB e o PV.

“O PT é o maior partido de esquerda em Salvador. Tem o maior número de vereadores. É a sigla do governador e do presidente Lula (PT). Além disso, forma uma federação com o PCdoB e o PV que tem grande influência e penetração junto aos movimentos sociais. Precisamos ter um candidato que seja de esquerda e que contribua para ampliarmos a nossa bancada de vereadores, o que também é importante para o projeto de reeleição de Jerônimo em 2026”, disse ao Toda Bahia o vereador petista Tiago Ferreira.

“Achamos que o vice-governador deve continuar onde está. Ele é mais ligado a direita e o MDB só tem um vereador (Alfredo Mangueira), que está na base do prefeito Bruno Reis (União). Respeitamos Geraldo Júnior, mas não há dúvidas de que o melhor cenário é que o candidato seja da federação e do PT”, acrescentou o edil.

Os defensores da candidatura de Geraldo Júnior alegam que o vice-governador, ao contrário de Robinson, tem reduto eleitoral na capital, onde sempre fez política. “É, disparado, o melhor candidato para enfrentar Bruno Reis, até porque conhece a fundo a máquina da Prefeitura, os problemas da gestão, pois já esteve do outro lado. Com a base unida em torno de Geraldo, temos tudo para ganhar a eleição. Não podemos brincar neste momento”, disse o presidente de honra do MDB, Lúcio Vieira Lima.

A plenária deste sábado contará com a presença do ex-deputado e atual secretário-geral nacional do PT, Henrique Fontana, cuja presença na capital neste momento reforça o interesse da cúpula petista pelas eleições em Salvador. O encontro acontece depois de finalizada as plenárias zonais, em que as 20 organizações de base, divididas por territórios em Salvador, debateram a conjuntura política.

“Nesses encontros zonais, iniciado no dia 30 de setembro, intensificamos as discussões sobre o fortalecimento e organização do PT em Salvador e também sobre a preparação para as eleições de 2024. O partido está unido, forte, com a pré-candidatura do companheiro Robinson Almeida”, afirmou a presidente do PT de Salvador, Cema Mosil.

“Sob a liderança do governador Jerônimo Rodrigues, vamos trabalhar, com a federação, pela unidade na base do governo. Entendemos que é necessário ter, na capital mãe do Brasil, uma candidatura do campo popular e de esquerda, que represente essa base social e política que tem força eleitoral na capital, com sete vereadores, os deputados mais votados, os laços com os movimentos populares, social e sindical, garantiu a eleição e dar sustentação aos governos Lula e Jerônimo”, declarou Robinson.