Um tapete. Essa é expressão usada no futebol quando um gramado está em perfeitas condições. E antes de encarar os estádios do interior, o Bahia proporcionou aos atletas um período de treinos em Praia do Forte, no mesmo CT utilizado pela seleção da Croácia na Copa do Mundo.

 “Viemos treinar num excelente gramado. Até estava brincando que o de Conquista poderia ser desse jeito, mas infelizmente não é. Vamos lá passar por cima do gramado e do adversário para fazer uma grande partida e conseguir a vitória”, atestou Willians Santana, que já disputou o estadual pelo rival Vitória.
 Agora atacante, Willians tem curtido o posicionamento imposto pelo técnico Sérgio Soares, onde vem atuando mais próximo do gol. “Ano passado joguei mais próximo do gol. Mas antigamente tinha quase 100 metros para atacar. Ano passado jogava a 50 metros e o Sérgio tá me utilizando dessa maneira. Espero fazer gols e ajudar o Bahia, que é o mais importante”, afirmou.

Intensidade – Como de costume, Sérgio Soares cobrou dos seus comandados durante o treino. Os jogadores foram divididos em três times, aprimoraram a posse de bola, trabalharam jogadas de ataque e, ao final da atividade, fizeram cruzamentos e finalizações.

 
O zagueiro Chicão, inclusive, atuou durante boa parte na equipe considerada titular e tem chances de ser relacionado para o jogo de domingo. O zagueiro Thales e o meia Tiago Real são os únicos reforços que ainda não foram regularizados e podem ficar de fora.