O deputado Laudivio Carvalho (SD-MG) foi eleito ontem,  terça-feira (29) presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada para investigar e apurar as denúncias de crimes cometidos por sete dirigentes da Federação Internacional de Futebol (Fifa). O deputado mineiro garantiu que fará tudo para chegar ao “núcleo corrupto” do futebol.

A comissão terá prazo de 120 dias para investigar acusações de fraude, suborno e formação de quadrilha pelos dirigentes que estão presos na Suíça, entre eles, três brasileiros, a exemplo de José Maria Marin, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“A Justiça dos Estados Unidos apontou a existência de um esquema gigantesco de corrupção e comercialização irregular de jogos. Eu, como presidente da comissão, garanto que chegaremos ao núcleo corrupto e apontaremos todas as práticas ilegais que foram cometidas”, disse Carvalho.

Vão ocupar a primeira, segunda e terceira vice-presidências os deputados Rogério Marinho (PSDB-RN), Hélio Leite (DEM-PA) e Washington Reis (PMDB-RJ), respectivamente.