Palco da final da Copa, o Maracanã foi também escolhido para o teste da principal intervenção tecnológica prevista para o Mundial. Ontem, a Fifa apresentou o sistema Detector Automático de Gols (DAG),  que será utilizado durante a Copa e terá a missão de apontar eletronicamente se a bola atravessou completamente a linha do gol.

Estádios da Copa terão 14 câmeras pra ajudar árbitros na hora do gol 1

Quando a bola ultrapassa a linha do gol, as imagens das 14 câmeras são analisadas por um computador e o árbitro recebe um sinal em menos de um segundo através de um relógio (Foto: Yasuyshi Chiba/AFP)

Palco da final da Copa, o Maracanã foi também escolhido para o teste da principal intervenção tecnológica prevista para o Mundial. Ontem, a Fifa apresentou o sistema Detector Automático de Gols (DAG),  que será utilizado durante a Copa e terá a missão de apontar eletronicamente se a bola atravessou completamente a linha do gol.

Durante o teste, a empresa responsável pelo sistema informou que todos os estádios terão 14 câmeras ao redor do gramado conectadas por fibra óptica a um servidor. Com uma capacidade 30 vezes superior a visão humana, as imagens são analisadas por um computador e, caso haja um gol, o árbitro recebe um sinal em menos de um segundo através de um relógio.

Estádios da Copa terão 14 câmeras pra ajudar árbitros na hora do gol 2

A tecnologia permite uma capacidade de detecção 30 vezes maior que a visão humana. É uma visão de Copa além do alcance

Presidente da empresa empresa responsável pelo desenvolvimento da tecnologia, Bjorn Lindiner acredita que a tecnologia não diminui a emoção no futebol. “A emoção já é suficiente em qualquer jogo deste esporte. Não estamos mudando o futebol, só ajudando os árbitros nas partidas”, argumenta.

De acordo com a Fifa, o projeto começou após a Copa de 2010, quando não foi validado  um gol legal do inglês Frank Lampard,  na derrota  para a Alemanha nas oitavas de final do Mundial da África do Sul.