Um leitor do site co-irmão O Defensor escreveu para redação fazendo uma grave denúncia e questionando o Ministério Público sobre o que acontece na rede básica do município. Segundo o internauta, ao procurar o posto de saúde no Hernani Sá para que pudesse tomar uma dose de vacina, ele foi informado por uma das funcionárias do local de que a unidade estava sem seringa há pelo menos 15 dias.

“É um absurdo como essa administração trata a saúde do município. Não tem cabimento uma coisa dessa! Perguntei se poderia comprar a seringa e fui informado que não. Argumentei que ia fazer uma denúncia para que isto não aconteça mais e ela [a funcionária]deu uma risadinha e falou que não adiantava, porque a situação está caótica e descontrolada”. explicou.

Além da falta de seringa, a unidade de saúde, segundo os usuários, sofre com a falta de médicos que em grande parte do tempo funciona apenas com uma enfermeira. Sem falar dos banheiros interditados, muito mato e o lixo em todo o entorno da posto. “Já imploramos ao secretario Antônio Ocké, que só fez prometer e não resolveu, cobramos nos programas de rádio e, finalmente, levaremos o caso ao conhecimento do Ministério Público, para que interceda em favor da comunidade”, justifica.