Está chegando… Falta exatamente uma semana para a bola rolar na Série B e, enfim, o Leão deixar pra trás o recesso forçado sem jogos. Nesse sprint final de intertemporada, o técnico Claudinei Oliveira já tem seu esboço para a estreia na segunda divisão diante do Sampaio Corrêa, dia 9, às 16h, no Barradão.

Ontem, o treinador comandou um coletivo de 75 minutos na Toca, divididos em três tempos de 25. O time inicial teve Fernando Miguel, Luiz Gustavo, Maracás, Ednei e Mansur; Luiz Gustavo, Dakson, Jorge Wagner e Escudero; Elton e Rogério.

São cinco mudanças em relação à equipe que empatou por 1×1 com a Anapolina pela Copa do Brasil, dia 14 de abril, no último jogo do Vitória. Permaneceram Fernando Miguel, Ednei, Mansur, Luiz Gustavo, Jorge Wagner e Elton, que na ocasião substituiu Neto Baiano, afastado pela diretoria na véspera da partida.

A grande novidade, no entanto, foi a presença do volante Marcelo. Após surgir bem no Brasileiro de 2013 sob comando de Ney Franco, o garoto passou apagado no ano passado e não jogou sequer uma partida este ano, também em decorrência de seguidas lesões. Titular contestado da camisa 5, Amaral foi poupado com dores musculares.

Na atividade, que Claudinei assistiu parte da cabine e num segundo momento à beira do campo, o time se propôs a jogar de forma mais ofensiva, já que Dakson atuou como segundo homem. A dupla Escudeiro e Jorge Wagner voltou a atuar junta na criação.

IMPROVISO
Com a saída de Nino e a baixa produtividade de Romário, Claudinei optou por improvisar Luiz Gustavo na lateral direita no primeiro momento. Só na segunda parte, Romário apareceu no time, enquanto Luiz Gustavo formou dupla com Marcelo na frente da zaga.

Por falar na defesa, Maracás ocupou a vaga de Ramon, cedido ao sub-20, e atuou ao lado de Ednei. Enquanto Diego Renan aprimora a forma física, Mansur segue na esquerda.

Na segunda parte, Vander entrou no lugar de Elton e formou ataque com Rogério, enquanto Rhayner trabalhou apenas a forma física.