O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma representação solicitando abertura de inquérito para apurar a ameaça feita pelo presidente Jair Bolsonaro a um repórter do jornal O Globo ontem.

Randolfe avalia que a conduta do presidente pode configurar os crimes de ameaça e constrangimento, previstos nos artigos 147 e 146 do Código Penal. O senador solicita a aplicação de medidas protetivas ao jornalista ameaçado para evitar que Bolsonaro se aproxime dele, caso o repórter não se oponha à aplicação da medida. O pedido será submetido ao procurador-geral da República, Augusto Aras.

O parlamentar recorreu ainda à Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) e pediu que seja enviado observador internacional “para monitorar a segurança de se fazer jornalismo no Brasil, à luz da importância de tal função à manutenção de ares democráticos nos estados americanos”.