O Conselho Deliberativo do Vitória afastou o presidente Paulo Carneiro pelo prazo de 60 dias, para que sejam apuradas as denúncias que constam no parecer da Comissão de Ética. A decisão ocorreu durante reunião extraordinária realizada na noite desta quinta-feira (02), no Barradão. Em votação nominal, foram 76 votos pelo afastamento e três abstenções, nenhum a favor da permanência.

Com o afastamento de Carneiro, assume o vice-presidente Luiz Henrique Viana. De acordo com o relatório da Comissão de Ética, Paulo Carneiro adiantou remunerações durante a pandemia que somam R$ 65. Atualmente, ele recebe R$ 26 mil por mês. Outra infração apontada é a falta de um contrato entre o clube e a empresa Magnum, que recebeu R$ 3,5 milhões do Vitória.

Nos últimos seis anos o Vitória teve cinco presidentes, incluindo Paulo Carneiro. Antes dele, Ivã de Almeida e Ricardo David renunciaram ao cargo após forte pressão política. Anteriormente, em 2015, Carlos Falcão também renunciou.