Uma verdadeira maratona de encontro de negócios e potência entre a favela e asfalto marcou o último dia da Expofavela Innovation Bahia que aconteceu no sábado (23). O evento aconteceu pela primeira vez na Bahia, entre os dias 22 e 23 de setembro, no Parque Shopping Bahia, em Lauro de Freitas.

O último dia da exposição reuniu artistas e diversos empreendedores, em sua maioria negros, que puderam dar visibilidade a seus negócios e, uma das novidades que marcou a Expofavela Bahia Innovation foi a parceria da Agência Umbu Comunicação como co-produtora do Favelacast, um podcast que entrevista pessoas que elevaram sua potência como empreendedores negros. O podcast foi apresentado pela jornalista Márcia Moreira, a sócia da Umbu Comunicação, Mirtes Santa Rosa, DJ Branco, Josué Oliveira e Eduardo Luz.

Um dos entrevistados no segundo dia do Favelacast foi o ator, educador e humorista, Sulivã Bispo que abordou questões essenciais para o aprimoramento do empreendedorismo, sobretudo para os jovens da favela. “Trazer essa pluralidade dentro do que eu faço, de todos os personagens seja na arte teatral, no audiovisual e no cinema, além de contar um pouco desse caminho aqui na Expofavela é muito gratificante e enriquecedor”, declara.

Na oportunidade, Sulivã destacou a importância de ser referência como um jovem negro que veio de comunidade com toda ancestralidade e potência, principalmente, por ser também, exemplo para muitos negros que possui essa mesma identidade. “O ato de empreender é ancestral, o empreendedorismo não é apenas sinônimo de negritude, é a negritude. É muito legal ver empreendedores diversos, entender e respeitar essa pluralidade da nossa cultura”, pontua o humorista.

A Secretária de Promoção de Igualdade Racial do Estado da Bahia (SEPROMI), Ângela Guimarães, também foi uma das entrevistadas e destacou o apoio da secretaria no evento. “Apoiar a realização da Expofavela e todo esse ecossistema do empreendedorismo periférico é fundamental, por isso temos o compromisso de apresentar aqui as ações de fomento ao empreendedorismo negro que a SEPROMI tem desenvolvido, a exemplo do crediafro, as lojas colaborativas do empreendedorismo, os editais de fomento, dentre outas ações, como as feiras que são um grande espaço de apresentação de produtos das inovações, dos serviços, de fomento e geração de renda para essas comunidades”, pontua.

A programação contou também com a participação de Andréa Lira, coordenadora operacional da Rede Cidadã, uma organização social que atua com jovens em situação de vulnerabilidade para a inserção no mercado de trabalho. “É uma oportunidade acessar a esse público aqui na Expofavela e mostrar o nosso objetivo de buscar a transformação social por meio da integração entre vida e trabalho”. Enfatiza, Andrea.

Durante a jornada de entrevistas do podcast estiveram presentes no estúdio, a produtora cultural e diretora da Fundação Cultural da Bahia (Funceb), Pitty Canella; a sócia e produtora do Temdendê produções, Keith Souza; o rapper, Negro Davi; o modelo e rei da favela, Carlos Cruz; o regente e coordenador do núcleo Neojibá de Lauro de Freitas, Alexandre Guimarães; Rilque Tiago, entre outros convidados.

A atração da noite foi marcada pela presença do rapper, escritor, ator, cineasta e ativista brasileiro, MV Bill, que depois do sucesso no primeiro dia do evento, voltou ao palco da Expofavela e agitou o público com suas críticas sociais já conhecidas em suas letras do Rap.

“Eu estou muito feliz com esse tipo de evento porque ele foca nas coisas positivas que estão sendo feitas nas periferias e nas favelas. Uma coisa ousada que tem dentro desse tipo de evento é fazer dentro de um shopping center onde normalmente as pessoas de periferias são marginalizadas, perseguidas e discriminadas. Tem muita gente aqui que deve estar vindo a um shopping pela primeira vez ou com pouca frequência porque não se sente parte desse lugar e a favela pode estar em todo lugar. A missão que a Expofavela traz é essa, a experiência de falar de favela no outro lugar onde as pessoas precisam ouvir que a favela existe”, finaliza o rapper MV Bill.