Por conta da maior estiagem enfrentada pelo sul da Bahia em 50 anos, desde novembro do ano passado a população de Itabuna não sabia o que era receber água doce nas torneiras. As chuvas que caíram na região melhoraram a situação dos mananciais. Com isso, cerca de 80% dos itabunenses já estão recebendo água com índices de salinidade consideravelmente mais baixos, segundo a assessoria da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa).

A cidade tem mais de 62 mil ligações, entre casas e estabelecimentos comerciais. Apenas os bairros Califórnia, Fátima, Loteamento Tupinambá, Novo Horizonte e parte do Santo Antônio ainda não foram totalmente abastecidos pela água com o menor teor de cloreto. Ainda de acordo com a Emasa, o fornecimento completo de água doce nesses locais deve ocorrer nos próximos 10 dias ou, no máximo, até o fim deste mês.

A chuva também colaborou com o aumento momentâneo da capacidade das estações que abastecem Itabuna. A Emasa já está captando, a cada segundo, 250 litros em Castelo Novo, 100 litros em Rio do Braço e 60 em Nova Ferradas.