A prefeitura de Cachoeira, no Recôncavo baiano, proibiu a entrada de pessoas que não sejam residentes da cidade, a fim de evitar as aglomerações no período junino. O acesso à cidade só será permitido com a apresentação de um comprovante de residência, até o dia 29 de junho.

O decreto n°127/2021, que estabelece a medida, também inclui outras decisões tomadas para evitar a disseminação do coronavírus. O comércio poderá funcionar de 23 a 29 de junho até as 18h, seguindo os protocolos sanitários. O toque de recolher começa às 20h e vai até as 5h do dia seguinte.

Nos dias 24 e 25, só os serviços essenciais estarão autorizados a abrir. Farmácias e postos de combustíveis funcionarão até as 20h; supermercados e padarias até as 18h; hospitais, urgências e funerárias terão funcionamento 24h; e delivery de alimentos até as 23h.

A gestão municipal informa que está proibido acender fogueiras e soltar fogos de artifício, além da guerra de espadas. A venda de licores será autorizada apenas nos centros de distribuição (alambiques), sendo vedado o consumo no local.