O tricampeão Gabriel Medina não vai competir no Havaí, onde acontecem as duas primeiras etapas desta temporada do Circuito Mundial de Surfe (WSL), a partir do dia 29 de janeiro.

Mesmo tendo realizado seu sonho de ser três vezes campeão do mundo ele informou em suas redes sociais que nos últimos anos passou por alguns momentos conturbados e vai cuidar da sua saúde física e mental.

Problemas familiar como o rompimento das relações profissionais com o padrasto que o acompanhou durantes as os dois primeiros títulos mundiais, ação judicial com a mãe, a reaproximação com o pai biológico, o relacionamento com a namorada Yasmin Brunet, pressão por ter saído das olimpíadas sem medalhas fizeram Medina buscar ajuda.

“Reconhecer e admitir para mim mesmo que estou bem vem sendo um processo muito difícil, e optar por tirar um tempo para me cuidar foi talvez a decisão mais difícil que já tomei em toda a minha vida”

Outros fatores externos e internos como expectativas exageradas de pessoas por mais resultados, cobrança da mídia e patrocinadores, críticas e julgamentos das pessoas que não o conhecem, e sabem do momento que a pessoa está vivendo, auto cobrança também foram relevantes par com que Medina tomasse uma atitude que poucos tem em sua carreira profissional e pessoal. De olhar para dentro e admitir que precisa de ajuda.

Sabemos que a cobrança é muito grande em cima dos atletas de alto rendimento e muito se dá importância as questões física, técnica, tática e nutricional e pouco a psicológica.

Todas elas são importantes e precisam caminhar juntas para um melhor desempenho do atleta seja ele profissional ou amador.

Por trás de um atleta existe um ser humano.

E Medina é um grande atleta e um incrível ser humano. Espero que ele supere esse momento em seu tempo e volte para defender o título e nos orgulhar das suas vitorias dentro e foda d’agua!

 

*Psicanalista e psicólogo clínico e do esporte

dr.lucianoamaral@gmail.com

(73) 98843 – 9613