Devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a festa da Puxada do Mastro de São Sebastião não será realizada como nos anos anteriores, contudo, uma programação simbólica marca o evento, que integra o calendário cultural e turístico de Ilhéus. No último sábado (9), o prefeito Mário Alexandre abriu oficialmente o festejo, com hasteamento de bandeiras e acendimento do fogo, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária para evitar a transmissão do coronavírus.

O rito também homenageou os profissionais que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 e os pacientes que lutam contra a doença. Realizada pela Associação dos Machadeiros de Olivença (AMAO), com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), a Puxada do Mastro une comunidade religiosa e indígena no tríduo em homenagem ao mártir e santo padroeiro. O prefeito destacou que a Município mantém viva a tradição,  fomentando a cultura local.

 

Puxada do Mastro 2021

“A gente não pode deixar a tradição morrer. Estamos atravessando um período difícil, mas ano que vem vai ser um dos grandes momentos para a nossa cidade. Eu não poderia deixar de vir aqui acompanhar essa tradição secular em homenagem a São Sebastião e à historia e cultura de Ilhéus. Nós reavivamos essa festa e faremos muito mais. Vamos continuar trabalhando e com fé em Deus venceremos essa pandemia. Não se esqueçam de usar máscara, álcool em gel, lavar as mãos e seguir todas as recomendações”.

Além do rito simbólico, os visitantes puderam conferir a exposição “A tradição segue viva na memória e nos laços de pertencimento da comunidade”, com fotografias do evento realizado em anos anteriores, celebrando o ritual de escolha do mastro e puxada até a Praça Cláudio Magalhães. A comunidade participou ainda da missa na Igreja Nossa Senhora da Escada, parte dos festejos ao padroeiro da Catedral diocesana.

 

Puxada do Mastro 2021

“Estamos fazendo um novo voto contra essa doença que nos ataca. A Prefeitura sempre nos apoia e estamos preparados para realizar mais uma tarefa de casa. Não estamos fazendo uma festa, estamos fazendo a nossa devoção”, destacou Arivaldo Batista (Seu Camisa), presidente da AMAO.

Devido ao limite de pessoas, a puxada também possui caráter simbólico. O cortejo será feito com um mastaréu, tronco menor e mais fácil de ser carregado no percurso da Mata de Ipanema até a praça. Segundo informou a Secretaria de Saúde, foram realizados 50 testes rápidos para detecção da Covid-19, a fim de garantir a segurança de todas as pessoas envolvidas diretamente no evento.

 

Puxada do Mastro 2021

Na ocasião, o prefeito participou da premiação de jovens atletas da localidade, promovida pela Associação Olivença de Surf (AOS). O gestor também visitou o bazar realizado pela Associação Na Maré do Esporte, que visa arrecadar fundos para custear as despesas dos atletas em campeonatos e competições. De acordo com Talita Viana, membro da associação, os interessados em fazer doações de calçados, peças de vestuário ou utensílios domésticos podem entrar em contato através do telefone (73) 99114-2665.

 

Puxada do Mastro 2021

Além dos mutirões de limpeza realizados regularmente, os moradores de Olivença foram contemplados em agosto do ano passado com a entrega de uma unidade básica de saúde, que beneficia também as comunidades de Cururupe, Acuípe, Sapucaeira, Santaninha e Cascalheira.

São ofertados de segunda a sexta-feira atendimentos médico e de enfermagem; testes glicêmicos; teste do pezinho; aferição de pressão; realização de exame de preventivo; Programa Hiperdia (acompanhamento de pacientes hipertensos e diabéticos) e Saúde da Mulher; serviços na sala de curativo; vacinação; pré-natal; acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantojuvenil (CD); marcação de exames; farmácia e administração de medicação.