Chega à última edição, neste sábado e domingo (25 e 26), a Praça Junina Rio do Braço, evento que devolve ao distrito do Rio do Braço, no interior de Ilhéus, as tradições dos festejos juninos. A iniciativa, que integra o projeto Estação Rio do Braço e conta com apoio da Prefeitura de Ilhéus, percorreu três fins de semana promovendo manifestações artísticas e musicais que se apresentam nos diferentes ambientes e palcos montados no local.

A iniciativa conta ainda com restaurantes, barracas de moda e artesanato, programação infantil, moeda própria (o Réis), cenografia e estacionamento. O projeto tem duas vertentes: retomar a tradição das festas juninas naquela localidade, assim como restaurar o patrimônio arquitetônico do distrito, que foi berço da produção cacaueira no sul da Bahia e agora passa por um processo de recuperação de parte do casario local.

Estação – Palco da novela “Renascer”, da Rede Globo, a localidade é o berço da produção cacaueira da região e chegou a ser uma das áreas mais nobres. O projeto ‘Estação Rio do Braço‘ foi idealizado pelo empresário Lucas Kruschewsky, proprietário do restaurante, pertencente a 5ª geração de uma das mais tradicionais famílias da região. O empreendimento foi construído na antiga estação Rio do Braço, preservando sua estrutura.

Onde fica – O distrito ilheense de Rio do Braço fica a seis quilômetros da Rodovia BA – 262 (Ilhéus-Uruçuca), na altura do km 19. A estação ferroviária de Rio do Braço foi inaugurada em 1911, por investidores ingleses, para integrar o projeto da Estrada de Ferro Ilhéus-Conquista. Por volta de 1950, os ingleses repassaram a estrada ao Governo. A desativação da estação aconteceu por volta de 1964.