“O combate à violência é uma questão de segurança pública, mas também de ações de inclusão social e de capacitação profissional, especialmente para a juventude, criando novas oportunidades de acesso ao mercado de trabalho em Itabuna”. A afirmação é da secretária de Promoção Social e Combate à Pobreza, Andréa Castro.

A secretária cita como exemplo a retirada de cerca de 160 famílias que viviam em situação degradante no antigo lixão de Itabuna, recentemente desativo pela Prefeitura.

Os catadores vêm passando por um processo de capacitação que incluiu a realização do Seminário de Capacitação e Formação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Itabuna. A partir de outubro eles vão atuar num Centro de Reciclagem que está sendo instalado no Bairro Lomanto, que integra o Programa Recicla Itabuna, com a implantação de 10 Ecopontos para coleta seletiva no centro e bairros da cidade.

Nessa fase de transição, as famílias estão recebendo uma Bolsa Auxílio de R$ 460,53, além de cestas básicas. Sendo que 46 famílias também recebem o auxilio aluguem de R$ 200,00.

Outro ponto lembrado pela secretária é a parceria envolvendo a Prefeitura, o Senai e a Caixa Econômica Federal para a realização de diversos cursos para os moradores dos condomínios do programa Mina Casa, Minha Vida, em Itabuna, através do Plano de Desenvolvimento Socio Territorial – PDST.

“Nos próximos dias vamos iniciar o cadastro de moradores dos condomínios Jubiabá, Gabriela, São José e Itabuna Park que tenham o interesse em participar de cursos profissionalizantes em diversas áreas. Esses cursos serão ministrados pelo Senai que conta com o apoio da Caixa Econômica Federal. Serão pouco mais de 700 vagas e dessa forma vamos gerar novos profissionais e empreendedores”, afirma Andrea Castro.

A titular da Semps também vai solicitar junto à Secretaria de Esporte, Trabalho, Emprego e Renda, do Governo do Estado, a realização de cursos de capacitação profissional para reinserção no mercado de trabalho de pessoas afetadas pela pandemia do Covid 19. Além de buscar parcerias que reúnam o Sebrae e empresas instaladas na região, para implantação de programa que prepare o cidadão a empreender.

“Técnicos da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) estão trabalhando em projetos que vamos apresentar às empresas em busca de parcerias, para capacitar e qualificar novos profissionais e, com o apoio do Sebrae, tenhamos novos empreendedores”, diz a secretária.