A saúde pública de Vitória da Conquista recebeu um significativo reforço nesta quarta-feira (3) com um investimento do Governo do Estado de aproximadamente R$ 15 milhões. A secretária da Saúde do Estado da Bahia, Roberta Santana, inaugurou o novo Hemocentro Regional (HR) e assinou ordens de serviço para a ampliação do Hospital Afrânio Peixoto e a construção do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO).

O novo Hemocentro Regional, com um investimento superior a R$ 5,3 milhões, faz parte da estratégia de regionalização e descentralização dos serviços de saúde. Esta unidade é crucial para o tratamento de doenças benignas do sangue e possibilita a ampliação da captação de bolsas de sangue em 320%, alcançando até 2.100 bolsas mensais.

O diretor geral da Fundação Hemoba, Luiz Catto, explica que além da possibilidade de ampliação da captação de bolsas de sangue, a nova unidade possibilitará o atendimento a pacientes. “Ofertaremos assistência aos pacientes com doenças hematológicas benignas, por exemplo, com doença falciforme e hemofilia, sem que necessitem ir a Salvador. Eles também terão acesso a farmácia ambulatorial podendo ter seu medicamento dispensado aqui mesmo”, afirmou.

Além da entrega do Hemocentro, a secretária assinou as ordens de serviço para importantes obras na cidade. A primeira delas é a ampliação do Hospital Afrânio Peixoto, que contará com 20 novos leitos de UTI. Este projeto receberá um investimento de R$ 6,6 milhões, visando aumentar a capacidade de atendimento de pacientes em estado crítico.

Outra obra de grande relevância é a construção do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), que terá um investimento de R$ 2,9 milhões. O SVO é uma unidade especializada em realizar autópsias para determinar a causa de mortes naturais não definidas clinicamente, sendo essencial para a saúde pública e para o aprimoramento de dados estatísticos de mortalidade.

Esses investimentos reafirmam o compromisso do Governo do Estado da Bahia com a melhoria contínua da saúde pública. “Estamos investindo não apenas em estruturas, mas em vidas. Cada nova unidade e leito representa mais oportunidades de salvar vidas e oferecer um atendimento de qualidade para nossa população”, destaca a titular da pasta estadual da Saúde.

Ainda este ano Vitória da Conquista ganhará o primeiro serviço de radioterapia pelo Sistema Único de Saúde. A partir de um investimento federal superior a R$ 14 milhões será possível ampliar e descentralizar o tratamento oncológico, evitando o deslocamento de pacientes para outras regiões. “O acelerador linear permite tratar tumores muito pequenos com alta precisão, já que é possível obter imagens em tempo real da área que está sendo irradiada, o que ajuda a preservar órgãos adjacentes. Esta precisão aprimorada permite o tratamento de tumores que atualmente não podem ser removidos cirurgicamente. E quando não é possível obter a cura, a radioterapia pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida. Isso porque as aplicações diminuem o tamanho do tumor, o que alivia a pressão, reduz hemorragias, dores e outros sintomas, proporcionando alívio aos pacientes”, ressalta a secretária.

Investimento contínuo

Além das construções, reformas e ampliações da rede estadual, o Governo do Estado mantém contratos com a rede filantrópica e privada em Vitória da Conquista da ordem de R$ 95 milhões, incluindo serviços como UTIs, transplantes, cirurgias cardíacas, neurológicas e eletivas.