O Setor de Intensificação e Apoio a Doações de Órgãos e Tecidos para Transplante (SIADOTT), implantado pela gestão do prefeito Mário Alexandre no mês de maio, realizou a primeira captação de órgãos para transplante no Hospital São José, após ser constatada morte encefálica de um paciente, que é a interrupção irreversível das funções cerebrais.

O procedimento foi realizado mediante autorização da família, com retirada de córnea, coração e rins. A captação mobilizou dois médicos e uma enfermeira, vindos de Salvador, além de dois enfermeiros e um instrumentista do próprio Hospital São José.

“Agradecemos e prestamos a nossa solidariedade à família que autorizou a doação. Esse é um gesto de amor que salva vidas”, ressaltou Mário Alexandre. A família recebeu todo apoio da equipe multidisciplinar e médica, com psicólogos e assistentes sociais.

captação de órgãos

O procedimento para captação, transporte e transplante de órgãos segue todas as normas e protocolos estabelecidos pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

De acordo com a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), até março do ano em curso, a lista de espera por órgão chegou a 2.457 pacientes ativos, incluindo adultos e crianças. O número de pessoas que necessitam de rins lidera a procura por transplante na Bahia.