A medalha de prata da ex-pivô da seleção brasileira de basquete Claudia Pastor na Olimpíada de Atlanta, em 1996, costumava ficar em uma estante na sala de sua casa. Prestes a embarcar para a França, onde seu filho, Maurílio, será submetido a uma cirurgia no hipotálamo, Claudia decidiu leiloar a honraria para arcar com os custos da internação.

Segundo a ex-atleta, a decisão não deixou espaço para tristeza, pelo contrário, a campanha realizada com amigos e familiares para financiar a viagem deslanchou e a esperança só cresceu.

“A exposição atraiu pessoas que se sensibilizaram e, com certeza, depois de tudo isso, a campanha deslanchou. Ainda falta bastante para fechar os valores que eu preciso, mas hoje tenho hoje cerca de 40% do valor. Estou muito confiante”, comemora Claudia.

Leilão – A medalha já está com a casa de leilão e receberá lances, pela internet, no dia 7 de abril: “Eu enxergo ali [na estante da sala]o espaço da minha vitória. Não tem espaço para tristeza, nem pra lamentação. Só tem espaço para esperança. É a esperança que está no lugar dela [medalha].”

Além do leilão da medalha olímpica, a campanha tem uma rifa organizada com a ajuda de amigos – incluindo parceiras da seleção feminina de basquete que foi a Atlanta. As colaborações podem ser depositadas em uma conta bancária aberta em nome de Maurílio Josef, na Caixa Econômica Federal (agência 2156, conta poupança nº33.800-8, CPF 493.993.218-43).

A campanha está sendo divulgada no Facebook e Claudia também disponibilizou e-mail (claudiapastorcampanha@gmail.com) e telefone para contato: (19) 99661-8971.