A menos de um mês para o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Bahia também entrou na contagem regressiva para as partidas na Arena Fonte Nova, em Salvador, de 4 a 13 de agosto. A capital, que está no clima dos jogos desde a passagem da Tocha Olímpica, já se prepara para receber as seleções de futebol do Brasil, México, Fiji, Alemanha, Coréia, Japão, Suécia e Dinamarca.

Durante os jogos na capital, a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP) utilizará 3.531 homens e mulheres, entre profissionais da Polícia Militar (2.635), Corpo de Bombeiros (518), Polícia Civil (215) e Departamento de Polícia Técnica (163).

O coordenador das ações de segurança dos Jogos Olímpicos em Salvador, coronel PM Marcos Oliveira, disse que em relação à segurança pública, a intenção é reeditar o sucesso obtido, em 2014, durante a Copa do Mundo e, em 2013, na Copa das Confederações.

Entre as novidades, Oliveira antecipou que haverá revistas minuciosas. Para isso, os portais de segurança com detectores de metal, já utilizados no Carnaval, serão usados, pela primeira vez, num evento esportivo internacional em Salvador. Além dos policiais e portais instalados nas vias de acessos ao estádio, haverá reforços tecnológicos, como unidade móvel do Centro Integrado de Comando e Controle.