O Reino Unido deve voltar a ter uma mulher como premiê a partir desta quarta-feira (11) após 26 anos. Theresa May, atual ministra britânica do Interior, de 59 anos, substituirá David Cameron à frente do Partido Conservador. Ela fica no cargo até 2020 com a missão de implementar o “Brexit”, a saída do Reino Unido da União Europeia.

May, que se autoproclama feminista, será a primeira mulher a assumir o cargo desde a saída de Margaret Thatcher, em 1990. Segundo o jornal “The Guardian”, ela é vista em Westminster como uma negociadora firme.

David Cameron participará nesta quarta, pela última vez como premiê, de uma sessão de perguntas na Câmara dos Comuns. Depois seguirá, no período da tarde, até o Palácio de Buckingham para entregar sua carta de renúncia à rainha Elizabeth, segundo a BBC. Ao Daily Telegraph, ele disse: “Eu deixo o cargo hoje. Espero que o povo veja um país mais forte. Eu tive o privilégio de servir esse país que eu amo”, afirmou.